De acordo com o pacote de medidas, do governo federal, cidades com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total, como Bannach, podem ser incorporadas à municípios vizinhos.

Ato interdita BR-155 em Bannach, no PA, contra projeto que pode extinguir o município Moradores, políticos e representantes de órgãos e entidades de Bannach, no sudeste do Pará, interditaram a rodovia BR-155 na estrada da vicinal do Creone, que dá acesso ao município.

Os manifestantes usaram cartazes e faixas para protestar contra a Proposta de Emenda Constitucional 188, do Ministério da Economia, que pode extinguir a cidade. De acordo com o pacote de medidas, apresentadas pelo governo federal, cidades com menos de cinco mil habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total, como Bannach, podem ser incorporadas à municípios vizinhos. O protesto na BR-155 quer chamar a atenção da sociedade e do governo federal.

No protesto, o trânsito na rodovia foi liberado a cada hora. Para o produtor rural Walter Ribeiro, a extinção pode trazer um 'retrocesso muito grande para a cidade'.

"Nós queremos esse município, ele tem que continuar, acho que dará uma volta atrás muito grande se ele não existir mais", afirmou. O presidente da Associação Comercial e Agropecuária do município, Docelino Campos da Silva, teme impactos no comércio local, caso a proposta do governo federal seja aprovada.

"O comércio vai fracassar no mínimo 80% e vai ter que fechar as portas, causando desemprego". Já a prefeitura prevê impactos em todas as áreas da cidade.

"Primeiramente será social, com o desemprego, mas deve afetar a saúde, educação, atendimento na zona rural, todas as áreas vão ter danos", afirmou Lucineia Alves (MDB), prefeita de Bannach. Moradores também temem pelos bens adquiridos durante a vida na cidade.

Como é o caso da comerciante Eunice Rosa dos Santos, de 69 anos.

"Se ficar depende (de outro município) Bannach terá muito sofrimento para quem já implantou alguns bens, igual eu que lutei muito depois de viúva para ter o que tenho hoje", disse. Outro lado O Ministério da Economia informou que, nesse momento, antecipar imulações sobre eventuais fusões de municípios específicos não é produtivo ao debate, uma vez que o critério populacional será avaliado depois do censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2020.

Segundo o ministério, o índice de sustentabilidade financeira também valerá como critério para incorporação e que será calculado em junho de 2023.