Em cerimônia nesta quarta-feira (08), os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Abraham Weintraub (Educação) anunciaram um investimento de R$ 10,1 milhões para estudos de mestrado, doutorado e pós-doutorado em Segurança Pública e Ciências Forenses.

Segundo o Ministério da Educação, um edital será publicado nos próximos 15 dias para que coordenadores dos cursos de programas já existentes na Capes possam inscrever projetos de defesa de teses científicas.

O valor será financiado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (R$ 6 mi), pela Polícia Federal (R$ 2.1 mi) e pelo Capes (R$ 2 mi). "Aqui nós temos uma parceira em que o Ministério da Justiça e Segurança Pública disponibilizou recursos para bolsas de estudo relacionadas a essa área, além de colocarem a disposição os seus profissionais para ajudar nas pesquisas, e por outro lado o MEC coloca a disposição sua estrutura educacional relacionada a estudos da área de especialização, mestrado e doutorado para fomentar estudos no âmbito da segurança pública", disse o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o número de bolsas para mestrado, doutorado e pós-doutorado vai depender do número de projetos qualificados.

Já os valores são os mesmos das bolsas de pesquisa já distribuídas pela Capes.

"Os valores são os mesmos das bolsas normais.

R$ 1.500 para mestrado, R$2.200 doutorado e R$4.100 para pós-doutorado.

O processo é o mesmo, é qualificar uma bolsa em qualquer outra área.

O que estamos criando é uma linha nova de pesquisa para área de segurança pública para que pesquisadores científicos da academia vão buscar soluções para um problema", explicou Weintraub.